Apresentação

Uma outra vertente dos objetivos que orientaram Águedo de Oliveira a instituir a Fundação OS NOSSOS LIVROS foi o da forte convicção do papel da cultura, no sentido de uma trajetória de implantação ideológica no seu tempo, mas também de reflexão e intercâmbio entre a política portuguesa e a dos outros países europeus contemporâneos. 

A Fundação possui uma considerável coleção discográfica, e, correspondendo ao espírito do seu Fundador, foram ampliados os meios de ação previstos no Artigo 3º dos seus Estatutos, de forma a que a instituição se tornasse uma grande e frondosa árvore cultural. Esta extensão conduziu à tarefa que a Direção da Fundação se propôs concretizar em 2004, com o apoio da Câmara Municipal de Bragança que, ainda no próprio ano letivo de 2004/2005, conferiu forma institucional à Criação do Conservatório Municipal de Música, alargando deste modo este sector pedagógico, pela primeira vez concretizado em Bragança, representando deste modo um marco assinalável de inovação e qualificação de critério metodológico inovador, tendo como praticantes-alvo as camadas mais jovens da população. A gestão do Conservatório é realizada pela Fundação OS NOSSOS LIVROS, seguindo as suas reuniões do Conselho Pedagógico e contabilizando os apoios financeiros concedidos pela Câmara Municipal, pela D.R.E.N. e, também, pelo apoio, (significativo da profícua relação no campo educacional) da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Bragança.

Os professores do Conservatório de Música de Bragança, ensinando áreas de instrumentos muito variados, como sejam: piano, violino, violoncelo, canto (a partir de idade de 15 anos), bem como promovendo o curso de gaita de foles, de incentivo regionalista, têm, já, provas dadas, em atuações públicas na cidade, em concertos de final de ano escolar e em outros eventos de índole cultural.

Nesta data, foi, também, realizado o intercâmbio com outros Conservatórios de Música do país, nomeadamente com o Conservatório da Maia. De Espanha, deslocaram-se, a convite do Conservatório de Bragança, os alunos e professores do Conservatório de Miranda de Ebro – Burgos. De França, participaram neste intercâmbio, os alunos e professores do Conservatório participaram, os alunos e professores de Pavillons-sur-Bois, que atuaram no Teatro Municipal desta Cidade.

Este intercâmbio opcional do Conservatório de Música de Bragança, demonstra, efetivamente, a capacidade e a estrutura organizativa adequada ao esforço da comunicação e do marketing cultural, que a gestão da Fundação OS NOSSOS LIVROS, o Conselho Pedagógico do Conservatório de Música de Bragança e, em especial, a Câmara Municipal de Bragança, têm praticado, em concertada convergência de trabalho, em ordem à divulgação da identidade cultural local.

Tem ainda, nesta data, em perspetiva, o labor didático da Fundação “OS NOSSOS LIVROS”, a formalização institucional de uma Escola de Iniciação à Dança e Ballet, que funcionará, à semelhança do Conservatório de Música, nas instalações da Escola Municipal de Dança, na Rua Senhora dos Aflitos, zona do Loreto, nesta cidade, através do seu indispensável patrocínio.